4 vezes Camaleão

Entra ano, e David Bowie continua a ser uma figura dominante na imprensa roqueira. Ele está nas capas de duas importantes publicações britânicas.

Em sua nova edição, a Mojo lista as 100 maiores músicas do artista. Para ilustrar a hercúlea tarefa, a revista vem com três capas diferentes. Eis a versão 1:

Mojo Capa Versão 1 David Bowie

Seguem abaixo as outras duas capas:

Capas Mojo 2 e 3 David Bowie

As fotos dão uma boa ideia das várias mutações pelas quais o Camaleão passou ao longo de sua carreira. A primeira foto é de 1973, época em que ele encarnava Ziggy Stardust.

Já a segunda é de 1977, quando Bowie entrou na sua fase berlinense com o álbum Heroes. Por fim, a terceira mostra Bowie em 2002, já cinquentão, na época do lançamento do disco Heathen. As três imagens foram feitas por Masayoshi Sukita, fotógrafo japonês que trabalha com Bowie há mais de 40 anos.

Em tempo: vale relembrar que no ano passado saiu a coletânea Nothing Has Changed — The Very Best Of David Bowie, que traz a música nova Sue (Or In A Season Of Crime).

 

Já a Uncut celebra os 40 anos do álbum Young Americans, em que Bowie vai pro meio da pista flertar com a música negra americana.

U213 Bowie cover UK fin.indd

Além do coquetel dançante feito com doses de r&b, funk e soul, o disco tem ainda Fame, a antológica parceria de Bowie com John Lennon.

Com sua habitual elegância, o Camaleão cantou a música em 1975 no programa de TV Cher (comandado pela cantora e atriz Cher no canal americano CBS).

Deixe um comentário

Arquivado em Música

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s