O Clube faz 30 anos

Quem é hoje quarentão (como é o caso deste escriba reles) há de se lembrar do filme O Clube dos Cinco (The Breakfast Club).

A antológica comédia adolescente que marcou a geração dos 1980 faz 30 anos neste mês.

The Breakfast Club

Para marcar a efeméride, uma edição comemorativa vai ser lançada em DVD e Blu-ray e uma cópia restaurada vai ser exibida nos cinemas dos EUA nos dias 26 e 31 de março.

O Clube dos Cinco é um daqueles filmes cujo sucesso se deve à feliz conjunção de dois fatores cruciais — um diretor com sensibilidade, John Hughes, e a química entre os atores protagonistas.

Com roteiro engenhoso (escrito por Hughes), o filme lida com estereótipos de estudantes — a princesa (Molly Ringwald), o rebelde (Judd Nelson), o nerd (Anthony Michael Hall), a antissocial (Ally Sheedy) e o esportista (Emilio Estevez) –, mas sem apelar para maniqueísmos e sentimentalismo barato.

Devido ao orçamento apertado, o filme tem outro grande trunfo: a história se desenrola em poucos ambientes, concentrando-se na biblioteca da escola onde os personagens estudam.

 

E tão clássico quanto o filme em si é seu tema musical Don’t You (Forget About Me), que projetou o Simple Minds no mercado norte-americano e, por tabela, nas paradas de sucesso internacionais.

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s